Prefeitura de Juazeiro do Norte e URCA fazem parceria para criar Museu da Xilogravura e Cordel

A ideia está sendo discutida entre as instituições, mas já se sabe que o museu irá funcionar no prédio da Escola Estadual Virgílio Távora. A posse do imóvel, neste momento, está em trâmite jurídico para que a concessão dada pelo Estado ao Município esteja legitimada.
A proposta da Prefeitura de Juazeiro Norte, através da Secretaria de Cultura,  é construir um museu dedicado à xilogravura e ao cordel, com o objetivo de promover a valorização destas linguagens artísticas populares, uma vez que a literatura de cordel foi reconhecida pelo IPHAN, em 2018 como patrimônio imaterial..
Em diálogo com a Universidade Regional do Cariri (URCA), entidade que administra a Lira Nordestina, a Secult irá viabilizar que a gráfica e os xilógrafos locais estejam inseridos no projeto. O novo equipamento também irá ofertar momentos de formação, com a realização de cursos e oficinas.
"Pensamos nesse projeto como um espaço que revela o passado, mas também trabalha o presente e pensa o futuro. Vamos discutir, dialogar e desenhar a perpetuação da xilogravura e do cordel, ainda tão vivos no nosso dia a dia", enfatiza o secretário da Secult, Renato Fernandes.
 

Fotos