Prefeitura realiza primeira edição do Projeto Lendo na Praça com grande público presente

A Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte, por meio da Secretaria de Educação (Seduc) realizou nesta sexta-feira, 18, o Projeto Lendo na Praça, com a presença dos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA). A ação aconteceu na Praça da Bíblia e reuniu uma grande quantidade de pessoas, que se debruçaram sobre os livros disponíveis e viajaram nas histórias estampadas em cada folha de papel.

Esta foi a primeira edição e o projeto continuará sendo exibido em todas as praças da cidade. Ele é uma ação sociocultural de incentivo aos alunos da EJA e às comunidades a vivenciarem experiências e práticas leitoras, com o objeto maior de desenvolver a cultura letrada e de ampliar as condições sociais de exercício da cidadania.  “A finalidade desse projeto eu tenho certeza que é a de nos aproximar cada vez mais. Aqui a gente pode ver pessoas de todas as idades, então vamos dar força a esse programa”, destacou o Prefeito Arnon Bezerra. 

O objetivo é apoiar o desenvolvimento da cultura letrada dos alunos da EJA, a fim de ampliar as condições sociais de exercício da cidadania desses sujeitos. Bem como disseminar as práticas de leituras de diferentes gêneros textuais entre os alunos e a comunidade, promover um espaço sociocultural para formação de leitores, incentivar a cultura de letramento literário através do deslocamento dos materiais de leitura para os espaços estratégicos, oportunizando assim a facilidade do acesso ao livro.

De acordo com a Secretária de Educação, Maria Loureto, o programa vem de um planejamento que a Secretaria sempre imaginou fazer, que é mostrar que a leitura se faz em qualquer lugar. “A gente está iniciando através da Educação de Jovens e Adultos, que é a que tem um público que por um motivo ou outro deixou de participar e de frequentar a escola na idade certa. Então esse projeto vem fazendo com que cada aluno entenda que a leitura independe da idade. Ela pede espaço e independe que seja na escola, na praça, na rua ou igreja”, disse.

Sabe-se que o amplo domínio da leitura e, consequentemente, da escrita garante aos sujeitos uma participação de forma crítica e ativa na sociedade, abrindo-lhe portas e possibilidades diversas de inserção. O projeto é desenvolvido em parceria com as escolas, divididas por polos, obedecendo a um cronograma de apresentações e um edital contendo as regras e as sugestões de temas para atuação.
 
Fotos: Lino Fly

Fotos